Tribos Isoladas da Amazônia

indios-amazonia-isolados

Existem diversas tribos isoladas da Amazônia que nunca fizeram contato com a civilização ou até mesmo com outras tribos.
Acredita-se que existam mais de 77 grupos de índios isolados na floresta amazônica, apenas na parte brasileira.

Muitos destes grupos preferem não fazer contato com outros grupos ou com a civilização por temerem que algo ruim aconteça, fruto da experiência passada de alguns desses encontros.

Pouco se sabe sobre estes grupos, porém, é sabido que eles preferem manter oisolamento ou possuem muito medo do contato, pois já dispararam flechas contra aviões(assim como na imagem a cima) e já se esconderam mato-a-dentro quando perceberam a presença de agentes da FUNAI, como pode ser visto no vídeo deste artigo.

Alguns grupos, assim como os Awá, são nômades. Caçadores e coletores que migram de uma região para a outra.
Constroem cabanas em poucas horas e abandonam-as assim que os recursos locais ficam escassos.

indio-aviao

Outros grupos estabelecem locais fixos, vivendo em casas comunitárias, plantando vegetais, mandiocas, caçando, pescando…

No Acre, acredita-se que existam mais de 600 índios de 4 grupos diferentes. Eles vivem tranquilos com o território demarcado, praticamente “intocável”.
Já em Rondônia, acredita-se que mais de 300 índios vivam isolados no território Massaco.
Foi encontrado um enorme arco e flecha, medindo aproximadamente 4 metros. Eles provavelmente gostam de comer tartarugas, pois foram encontrados diversos cascos abandonados.
Porém, há diversos grupos prestes a serem extinguidos, com poucos índios.

Flechas

Estes pequenos grupos são formados por índios que conseguiram escapar sobreviventes de grandes massacres feitos por madeireiros e fazendeiros.

Ainda hoje, mesmo com diversas ONGs atuando em prol da segurança e liberdade destes grupos isolados, eles ainda são caçados e mortos por garimpeiros, fazendeiros, madeireiros e etc…
A extinção destes grupos cada vez mais está próxima de se tornar real. Infelizmente não é possível proteger e monitorar todos os grupos. Além dos próprios índios não saberem diferenciar os homens que pretendem ajudá-los dos que querem matá-los.